tesouras profissionais

As melhores tesouras profissionais para cortar diferentes cabelos

Todo cabeleireiro que se preze tem um bom conjunto de tesouras profissionais para realizar seu trabalho. Dos modelos mais básicos aos com design especial, a tesoura é um instrumento essencial para qualquer profissional do ramo de cabelos e a escolha do modelo certo faz toda diferença para que o corte tenha o resultado desejado pela cliente.

Atualmente, existem diversas marcas e modelos disponíveis no mercado, cada qual com sua função e efeito para cada tipo de corte de cabelo. Normalmente, as tesouras profissionais possuem um formato diferente dos outros tipos de tesouras, para facilitar o encaixe dos dedos e proporcionar maior flexibilidade durante o corte.

Alguns modelos, em especial, dispõem de anéis de encaixe do dedo polegar giratório ou rabisca (descanso) – também chamado de ‘ponto de apoio’ – que oferece mais comodidade ao cabeleireiro e evita lesões e desgaste do nervo extensor do dedo mínimo. Desta forma, impedindo que o profissional se exponha a sérios problemas.

O preço pode variar, dependendo do modelo e/ou da marca. Se você for iniciante, opte por um modelo mais barato para evitar possíveis prejuízos, já que no inicio é muito comum deixar o instrumento cair no chão. E com o passar do tempo e ao adquirir mais experiência, vá investindo em modelos mais caros.

Modelos profissionais

Os modelos mais básicos e indispensáveis para qualquer cabeleireiro realizar o seu trabalho, são: as tesouras de corte fio dentado, fio navalha e fio laser. Além disso, há também os modelos de tesoura dentada com fio navalha e térmica.

Veja abaixo as descrições de cada modelo e quais são suas funcionalidades, selecionadas especialmente dos sites ‘Aly Marinho’ e ‘Segredos de Salão’:

– Tesoura dentada

Fio dentada
Utilizada principalmente para cortes em cabelos processados quimicamente, ajuda na redução do volume sem mexer no comprimento, o que dá mais leveza aos fios e aumenta o efeito de camada nas pontas. Perfeita para eliminar o efeito reto.

Pode ser usada tanto para cortes femininos quanto para masculinos, a única diferença está na quantidade de ‘dentes’ de cada tesoura. As com maior número de dentes são para os cabelos masculinos e as com menor para os cabelos femininos.

– Tesoura navalha

Fio navalha
A tesoura navalha, por ser mais afiada do que as outras, exige mais habilidade do profissional. Ideal para cortes desfiados e repicados com pontas assimétricas, também é usada depois do corte de precisão para criar leveza as mechas. No entanto, não é muito recomendada para cortes retos.

– Tesoura laser

Fio laser
Esse tipo de tesoura é utilizada para cortes com maior precisão, geralmente quando não há a intenção de desfiar os cabelos. Ideal para cortes retos e feitos com a técnica do pente livre, possui uma micro serrilha em uma ou ambas as lâminas, o que possibilita ter mais concisão durante o corte, pois prende a mecha e evita que o cabelo escorregue.

– Tesoura térmica

Tesoura térmica
A tesoura térmica possui lâminas que podem aquecer até 150° C, proporcionando assim um corte mais reto e sem pontas duplas, além de cauterizar as pontas e assegurar um melhor resultado.

– Tesoura dentada com fio navalha

Tesoura dentada com fio navalha
Este modelo de tesoura foi desenvolvida para cortar o cabelo do meio até as pontas, somente o ato de encaixá-la e deslizá-la no cabelo dá mais leveza aos fios. Neste caso, não deve ser usada para cortes desde a raiz, pois esse modelo é para reduzir o volume e não o comprimento.

 

Os diferentes modelos de tesoura dentada

A tesoura dentada possui diversos modelos, cada qual com sua função e efeitos variados no cabelo dos clientes. Conforme o profissional Alexandre Rodrigues, Cabeleireiro Conselheiro Kérastase, do salão Ophicina do Cabelo (Rio de Janeiro), “Em qualquer corte feminino, a tesoura dentada deve ser utilizada abaixo do meio do fio ou nas pontas.

Por exemplo, é uma grande ilusão utilizar essa tesoura para retirar volume de cabelos ondulados ou cacheados na raiz. A tendência de se repetir esse procedimento é criar mais volume na raiz, uma vez que os fios curtos, quando começam a crescer, tendem a empurrar os maiores, além de tornarem o comprimento e pontas mais ralo. Volume só se tira com procedimentos químicos de relaxamento”.

Tesoura dentada com espaçamento pequeno entre os dentes: “Para cortes masculinos, quando se deseja um melhor acabamento do efeito batido”.

Tesoura dentada com espaçamento maior entre os dentes: “Para cortes de cabelos médios a longos, em camadas, ou parar tirar volume das pontas muito cheias de cortes como o chanel”.

Restrições para a tesoura fio navalha

De acordo com Alexandre Rodrigues, não se deve desfiar cabelos processados quimicamente com a tesoura fio navalha. Ele explica: “O modelo aumenta o efeito poroso e desgastado das pontas, resultando na necessidade periódica de renovação das pontas. A tesoura dentada é a melhor opção para esses cabelos, sendo usada após o corte de base com a laser”.

Cuidados com as tesouras

A cada corte feito é preciso tirar todo e qualquer resquícios de cabelos. Fora isso, também deve lubrificá-la com uma gota de óleo – na lâmina próxima ao parafuso – a cada dez cortes realizados e guardá-la em local adequado para evitar atritos com outros materiais.
Para saber o momento certo de trocá-la por uma nova, basta ficar atento ao modo como as lâminas entram em contato com os cabelos, quando notar que está “mastigando” os fios em vez de corta-los, é hora de comprar outra.